Imprensa

CECA realiza audiência para dragagem de aprofundamento do canal de acesso do Terminal 1 no Porto do Açu

Projeto prevê dragagem de aprofundamento, alargamento e extensão do canal de acesso marítimo do T1.

27 de janeiro de 2016

A Porto do Açu Operações, uma afiliada da Prumo Logística, empresa que administra e desenvolve o Porto do Açu, participa hoje (27) de uma audiência pública para ampliação e aprofundamento do canal de acesso do Terminal 1 (T1). Na audiência, que acontece em São João da Barra e é promovida pela Comissão Estadual de Controle Ambiente (CECA), com apoio do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), serão apresentados os estudos ambientais desenvolvidos para o referido projeto.

Além da ampliação de 21 para 25 metros de profundidade, também estão previstos o aumento da largura – de 230 para 280 metros – e o acréscimo de 6,1 km ao canal de acesso do T1, passando dos atuais 13,2 km para 19,3 km.

O investimento total previsto é de R$ 700 milhões e o prazo de execução é de 14 meses. Serão utilizadas duas dragas hopper, um dos tipos mais comuns de embarcações utilizadas para serviços de dragagem no Brasil, especialmente nas obras de aprofundamento de canais de acesso a instalações portuárias. Todo o material dragado será conduzido a uma área em alto mar, que também é alvo deste licenciamento.

Com a ampliação da profundidade, o Porto do Açu poderá receber no terminal de petróleo (T-OIL), localizado no T1 do Porto do Açu, os maiores navios utilizados para transporte de petróleo, da classe VLCC (Very Large Crude Carrier), que carregam até 320 mil toneladas. Atualmente, o T1 do Porto do Açu possui profundidade de 21 metros e tem capacidade para receber petroleiros do tipo Aframax e Suezmax de até 220.000 toneladas.

A nova capacidade operacional do T1 irá gerar crescimento econômico regional e a estimativa é que no auge de sua operação, a operação do T-OIL represente um significativo acréscimo de arrecadação de ISS pela municipalidade – na ordem de 10% (dez por cento) da atual receita do Município de São João da Barra.

Sobre o Porto do Açu
Localizado em São João da Barra (RJ), o Porto do Açu iniciou sua operação em 2014 e, com excelência em segurança, oferece soluções de infraestrutura a empresas líderes em seus setores. Operado e desenvolvido pela Prumo Logística, o Porto do Açu conta com 90 km², divididos em dois terminais: o Terminal 1 (T1 – terminal offshore) e o Terminal 2 (T2 – terminal onshore), além de área para a instalação de unidades de empresas dos setores marítimo e industrial. Em 2015, o Porto do Açu registrou a movimentação de 207 embarcações.

O T1 é dedicado a movimentação de minério de ferro e petróleo, com berços construídos em 3 km de cais. Em operação desde outubro de 2014, o terminal recebeu no ano passado 66 navios de minério de ferro para a Anglo American. A Prumo e a Anglo American possuem uma joint venture, chamada Ferroport, que é formada 50% por cada companhia. No T1, também está sendo construído o terminal de petróleo T-OIL, que inicia operação em abril de 2016.

O T2 é um terminal no entorno de um canal para navegação com 6,5 km de extensão, 300 metros de largura e até 14,5 metros de profundidade. As empresas Technip, NOV, InterMoor e Wartsila já estão operando suas unidades no terminal.

Também localizado no T2, o Terminal Multicargas (T-MULT) iniciou sua operação em julho de 2015 com a movimentação de bauxita para a Votorantim. Outro cliente instalado no T2 é a Edison Chouest Offshore (ECO), que está construindo no local a maior base de apoio offshore do mundo e já assinou contrato com a Petrobras para a operação de 6 berços no seu terminal. Além disso, a BP e a Prumo criaram uma joint venture (formada 50% por cada empresa) para a comercialização e abastecimento de combustível marítimo.