Imprensa

Colaboradores do Porto do Açu doam peças de frio, após Campanha do Agasalho

Mais de 360 itens foram doados para asilos de São João da Barra e de Campos e para comunidades da região

6 de julho de 2016

Em 20 dias de Campanha do Agasalho, colaboradores do Porto do Açu conseguiram arrecadar 363 peças de frio, junto aos próprios colegas de trabalho, além do valor de R$ 1.400 para a compra de mantas e meias novas para doação. A ideia surgiu de profissionais do Porto, moradores de São João da Barra, que estiveram, nesta terça-feira, nos pontos beneficiados pela campanha: o Retiro e a Paróquia São João Batista, em São João da Barra, e o Retiro Monsenhor Severino, em Campos dos Goytacazes.

“Doações como essa nos deixam muito gratificados, principalmente em um momento em que o retiro atravessa uma fase dificílima, porque a crise também nos atingiu. Nós temos a missão de cuidar dos 34 idosos que moram aqui e, felizmente, existem pessoas do bem que entendem que todos são seres humanos que precisam de carinho e atenção,” agradeceu José Martinho Sena, presidente do Retiro São João Batista.

Um dos idosos, Walter Antônio de Oliveira, que vive há 5 anos, no asilo, comprova a importância do gesto de solidariedade. “É uma benção para mim receber a presença e a ajuda do pessoal do Porto. Eu não tenho nenhum parente vivo mais, mas os grupos que vêm aqui preenchem meu espaço vazio. E se nós pensarmos direitinho, lá no fundo, todos nós somos parentes, não é? ”

Depoimentos como do Seu Walter é que motivam os colaboradores do Porto do Açu. Visitando cada setor, durante os dias de campanha, eles conseguiram mobilizar cerca de 200 colegas. “Eu acredito que tão importante quanto ajudar o próximo é fomentar essa cultura da solidariedade dentro da empresa. Cada um ajudou como pôde. Um de nossos colegas chegou a tirar o próprio casaco para contribuir com a campanha. Tem gesto mais bonito?, indagou Ellen Cardoso, analista de Responsabilidade Social do Porto.