Imprensa

Ferroport atinge 100 milhões de minérios movimentados

A Ferroport atingiu a marca de 100 milhões de toneladas de minério de ferro movimentadas desde o início das atividades no Porto do Açu, em 2014.  O número foi alcançado com o embarque de 174.600 toneladas de minério com destino ao Bahrain pelo navio Sapientza, nesta quinta-feira, dia 13. Parceria…

30 de abril de 2021

A Ferroport atingiu a marca de 100 milhões de toneladas de minério de ferro movimentadas desde o início das atividades no Porto do Açu, em 2014.  O número foi alcançado com o embarque de 174.600 toneladas de minério com destino ao Bahrain pelo navio Sapientza, nesta quinta-feira, dia 13.

Parceria da Prumo Logística com a Anglo American, o terminal de minério foi o primeiro a entrar em operação no empreendimento portuário do Açu. É referência em eficiência e sustentabilidade em suas operações. De acordo com a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), é o quarto Terminal de Uso Privado (TUP) em movimentação de minério de ferro no Brasil.

“Estamos muito satisfeitos em atingir esta marca, pois ela mostra todo o comprometimento do time da Ferroport, que mesmo em um cenário atípico, com todos os desafios impostos pela pandemia, seguiu trabalhando de forma segura e ininterrupta para que o terminal seguisse operacional e batesse recordes. Seguimos trabalhando com total segurança para alcançar patamares ainda maiores”, comemorou Carsten Bosselmann, CEO da Ferroport.

No último ano, o Terminal de Minério de Ferro do Porto do Açu movimentou cerca de 24 milhões de toneladas e a expectativa para este ano é alcançar os 25 milhões. O minério pertence à Anglo American e chega ao porto através do maior mineroduto do mundo: com 529 km de extensão, atravessa 33 municípios, desde Conceição do Mato Dentro (MG) até chegar ao Açu, em São João da Barra (RJ).Com 20,5 metros de profundidade, o Terminal de Minério de Ferro pode receber navios de porte internacional do tipo Panamax e Capesize, de até220 mil toneladas.

“Acreditamos que a recuperação das economias mundiais irá contribuir para manter o bom nível de demanda por minério de ferro ao longo do ano. Nossa meta é continuar a atender a necessidade do mercado com um produto premium, que agrega qualidade e sustentabilidade à cadeia de produção do aço”, ressalta o presidente da Anglo American no Brasil, Wilfred Bruijn.