Imprensa

Porto do Açu apoia 1º Festival Audiovisual China-Brasil

Empresa foi premiada como a melhor empresa brasileira parceira do evento

13 de setembro de 2019

A Porto do Açu foi premiada, entre mais de trinta entidades, como a melhor empresa brasileira parceira do 1º Festival Audiovisual China – Brasil, em cerimônia realizada no dia 11 no Rio de Janeiro. O evento, promovido pelo Consulado Geral da China no Rio, teve como objetivo fomentar o intercâmbio cultural entre os dois países. O evento, realizado no início deste mês, contou com a exibição de filmes em salas de cinema e empresas parceiras.

Uma das apresentações realizadas pela Porto do Açu aconteceu no escritório da empresa, no Rio, e contou com a participação de cerca de 40 colaboradores. Eles assistiram ao documentário “China: Time of Xi” e participaram de um painel de discussão sobre os aspectos comerciais e culturais do país oriental e sua relação com o Porto do Açu. O debate contou com a participação do cônsul comercial da China no Rio, Xu Yuansheng; e da diretora Comercial da Porto do Açu, Tessa Major; além de executivos de empresas chinesas.

“Conectar as pessoas através da diversidade e combinar diferentes visões, é algo muito importante para o Porto do Açu. E o grande número de colaboradores que participou do festival, mostra a importância deste tema para nosso time. Nossa relação com a China, principal parceiro comercial do Brasil e lar do nosso porto-irmão, Guangzhou, e de vários parceiros de negócios, é especial para nós. Estamos muito gratos com esta cooperação com o Consulado para o sucesso deste evento e com o contínuo apoio que eles nos fornecem no aprofundamento de nossas relações comerciais com a China. Receber um prêmio como resultado destes esforços conjuntos é uma grande honra e nos inspira a seguir nessa trajetória positiva”, concluiu Tessa Major.

Em operação desde 2014, o Porto do Açu – localizado em São João da Barra (RJ) – movimentou aproximadamente 45 milhões de toneladas de cargas para a China (como origem ou destino). Cerca de 95% desse volume corresponde à exportação de minério de ferro, bauxita e risers (tubos que fazem a ligação entre os poços de petróleo, no fundo do mar, e as plataformas ou navios, na superfície).

Os outros 5% correspondem a importações de coque e carga geral, que são tipos de carga que para serem transportadas precisam ser acondicionadas em volumes, como contêineres ou caixas, assim como grandes equipamentos. Os terminais utilizados nessas transações são o de Minério de Ferro e o Terminal Multicargas (T-MULT).

Além disso, em maio deste ano o Porto do Açu assinou um Acordo de Cooperação com o Porto de Guangzhou, com o objetivo compartilhar as melhores práticas e conhecimentos sobre operação e gestão portuária, além de fortalecer a cooperação em investimentos e desenvolvimento de negócios.

“Estreitar o relacionamento com países asiáticos é parte da estratégia do Porto do Açu em conectar o Brasil a portos de classe mundial, que tenham as mesmas características, como infraestrutura de ponta. Somos um porto-indústria em operação, com capacidade para receber grandes embarcações e temos retroárea disponível para a instalação de indústrias. Além disso, contamos com eficiência logística para aproximar os principais centros produtores brasileiros das crescentes demandas da China e demais países asiáticos”, afirmou a executiva.

Sobre o Porto do Açu
Com 130 km² de área, o Açu, é o maior complexo portuário-energético do Brasil. Com 17 quilômetros de cais, sendo 40% já operacionais, o complexo atualmente movimenta petróleo, minério de ferro, carvão, coque, bauxita e gipsita, bem como cargas gerais e de projeto. Em 2017, foi criada a Zona de Processamento de Exportações (ZPE) do Porto do Açu como uma área de livre comércio, com administração privada, e voltada para fabricação de bens e produtos para exportação com incentivos fiscais.

Legenda foto:
Sr. Cheng Yongcan, consul geral adjunto da China no Rio de Janeiro
Joyce Mercês, especialista em Parcerias Estratégicas da Porto do Açu
Sra. Chen Xiaoling, consul geral adjunta da China no Rio de Janeiro
Tessa Major, diretora Comercial da Porto do Açu