Imprensa

Porto do Açu apoia evento do Projeto Tamar em comemoração aos 35 milhões de filhotes de tartarugas liberados ao mar

Celebração contou com soltura simbólica de filhotes, encerrando a temporada reprodutiva

6 de abril de 2018

Em apoio ao evento de comemoração do Projeto Tamar pelos 35 milhões de filhotes de tartarugas liberados ao longo da costa brasileira, o Porto do Açu participou das atividades de educação ambiental e da soltura simbólica de filhotes realizadas hoje, no Farol de São Thomé, em Campos. A celebração foi realizada na sede do Parque Estadual da Lagoa do Açu (PELAG) e incluiu exposição e palestras, além de contação de histórias e concurso de poesias e desenhos, envolvendo alunos da região. As ações, abertas ao público, foram das 10h às 16h.

Cerca de 50 de crianças participaram das atividades e as que apresentaram os três melhores desenhos e poesias foram premiadas com mochilas fornecidas pela Porto do Açu, além de bolsas, canecas e camisas do Projeto Tamar. Uma delas foi Maria Clara Barreto, de 11 anos, aluna do 6º ano da Escola Municipal Cláudia Almeida, que escreveu o poema eleito ao primeiro lugar: “Os versos foram surgindo na minha mente e eu fui escrevendo. Já participei de solturas no Farol e pude ver as tartarugas de perto. Então, juntei o que aprendi nas atividades na praia com o meu dia a dia”, contou orgulhosa.

O Projeto Tamar começou a proteger as tartarugas marinhas no Brasil, em 1980, e, desde então, sua principal missão é atuar na pesquisa, conservação e manejo das cinco espécies que ocorrem no Brasil. O Projeto protege cerca de 1.100km de praias, em 25 localidades de nove estados brasileiros. No litoral Norte Fluminense, o Tamar atua há 16 anos. Dez deles, contando com o apoio do Porto do Açu.

Tamar 4.jpgPara a coordenadora da Base Bacia de Campos do Projeto Tamar, a bióloga Daniella Torres, o número de filhotes liberados ao longo da atuação do Projeto merece celebração. “É com grande alegria que o Tamar comemora os 35 milhões de filhotes liberados ao mar. Trata-se de um marco muito importante. Com a conscientização e ajuda da população, pescadores, instituições e empresas parceiras, conseguimos avançar na conservação das tartarugas”, afirmou.

Dos 35 milhões de filhotes liberados desde o início do Projeto Tamar, mais de 600 mil contaram com a atuação do Programa de Monitoramento de Tartarugas Marinhas do Porto do Açu, realizado desde 2008. Nele, técnicos percorrem diariamente 62 km de praia, registrando qualquer ocorrência relativa às tartarugas. O monitoramento abrange desde o Pontal de Atafona, em São João da Barra, até Barra do Furado, em Campos. Durante o período reprodutivo, que vai de setembro a março, a equipe ainda tem a missão de localizar os ninhos de tartarugas, identificá-los e acompanhá-los até o nascimento dos filhotes.

Tamar 9.jpgSegundo Wanderson Primo de Sousa, gerente de Meio Ambiente da Porto do Açu, é missão do Programa de Monitoramento trabalhar para que o empreendimento contribua cada vez mais com os milhões de filhotes liberados pelo Projeto Tamar. “É com muita satisfação que participamos da comemoração deste marco junto ao Tamar e aproveitamos para reforçar nosso comprometimento com a conservação das tartarugas marinhas na área de monitoramento do Complexo Portuário. Parabéns a todos os envolvidos neste trabalho!”

O Programa de Monitoramento de Tartarugas Marinhas atende a diretrizes técnicas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) – Tamar e do Instituto Estadual do Ambiente (INEA).