Imprensa

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO PORTO DO AÇU DOA MAIS DE SEIS TONELADAS DE ALIMENTOS A INSTITUIÇÕES

Com o objetivo de mitigar os efeitos socioeconômicos da pandemia da Covid-19 na região, o grupo de voluntariado do Porto do Açu (AbrAÇU) promoveu a doação de mais de seis toneladas de alimentos para instituições de Campos e São João da Barra, nesta semana. Trabalhadores de diferentes empresas instaladas no…

10 de junho de 2021

Com o objetivo de mitigar os efeitos socioeconômicos da pandemia da Covid-19 na região, o grupo de voluntariado do Porto do Açu (AbrAÇU) promoveu a doação de mais de seis toneladas de alimentos para instituições de Campos e São João da Barra, nesta semana. Trabalhadores de diferentes empresas instaladas no complexo portuário fizeram suas contribuições e o AbrAÇU conseguiu arrecadar um total de 470 cestas básicas, com o apoio do Comitê de Ações Humanitárias, composto pelas empresas Porto do Açu Operações, GNA, Ferroport e Açu Petróleo.

Nesta ação, foram beneficiadas diferentes associações comunitárias de São João da Barra, além do Grupo Mulheres do Brasil e a OAB Mulher. Outras 16 instituições da região já vinham recebendo doações de alimentos, adquiridos pelo Comitê de pequenos produtores rurais locais,  gerando renda em uma ponta e segurança alimentar em outra.

“Somando o volume doado pelo Comitê no ano passado com o que já doamos neste ano, são quase 10 toneladas de alimentos entregues a pessoas que foram severamente afetadas pela pandemia. Agora, com a adesão dos voluntários do Porto, temos outras seis toneladas. Estamos muito satisfeitos em poder fazer a nossa parte e por notar também o engajamento do nosso time”, informa Vinícius Patel, diretor de Administração Portuária da Porto do Açu Operações.

Com esta atuação, o AbrAÇU já soma 23 ações realizadas desde sua criação, em 2017. Ao longo deste período, mais de 7 mil pessoas foram beneficiadas e mais de 200 colaboradores se engajaram nas atividades em prol da população local.

 

 

Medidas do Comitê de Ações Humanitárias

Nesta segunda onda de ações de mitigação da Covid-19, o Comitê de ações Humanitárias aderiu ao movimento Unidos Pela Vacina para apoiar a vacinação no Norte Fluminense. As prefeituras de Campos e São João da Barra receberam insumos e apoio logístico para levar as vacinas a áreas de difícil acesso e para pessoas com dificuldade de locomoção. Entre as doações estão também caixas e bolsas térmicas, curativos, gelo reutilizável, freezers e gerador.

O Comitê também confirmou mais doações de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) aos profissionais que atuam na linha de frente do combate à pandemia de São João da Barra: luvas, máscaras, aventais, protetor solar e álcool 70, além de cateteres para atendimento dos pacientes.

Reconhecido pelo Lide (Grupo de Líderes Empresariais) em 2020 pelas ações de solidariedade durante a pandemia no estado do Rio de Janeiro, o Comitê investiu em quatro pilares fundamentais de combate à pandemia: disseminação de informações educativas sobre prevenção; contribuição para pesquisa clínica e monitoramento epidemiológico; apoio aos profissionais de saúde e recuperação de equipamentos essenciais; e ações voltadas especialmente para a população vulnerável.

O Comitê também firmou importantes parcerias, contribuindo com o programa Ciência IDOR, do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino, e com o matchfunding (financiamento coletivo) Salvando Vidas, do BNDES.

Até o momento, foram aportados cerca de R$5 milhões pelas empresas envolvidas  nestas ações.