Imprensa

Prumo participa da OTC Brasil no Riocentro

Empresa apresenta as operações dos terminais no Porto do Açu e as oportunidades para o setor de óleo e gás.

26 de outubro de 2015

A Prumo participa a partir de amanhã da Offshore Technology Conference (OTC) Brasil, que acontece de 27 a 29 de outubro, no Riocentro, Rio de Janeiro. Localizado no Pavilhão 3 (estande I-11A), a empresa apresentará o Porto do Açu, um dos mais eficientes e seguros complexos industriais do mundo. Em operação desde outubro de 2014, o Porto está preparado para atender às demandas das indústrias de óleo e gás.

No estande, os visitantes poderão navegar por todas as áreas do Complexo Industrial em uma ferramenta interativa, além de acompanhar as operações realizadas atualmente. Outro destaque será um videowall que será exibido um vídeo institucional, com imagens aéreas do Porto do Açu, passando pelos terminais offshore (T1), onshore (T2) e Multicargas (T-MULT), além de unidades operacionais das empresas instaladas. O vídeo conta ainda com depoimentos de clientes como BP, BG, Oiltanking, Anglo e Wartsila.

Quem visitar o estande da Prumo também poderá conhecer algumas áreas de clientes, como a Edison Chouest. Localizada no entorno do canal no T2, a unidade contará com 15 berços de apoio offshore, sendo 6 exclusivos para a Petrobras. Outras empresas, líderes em seus segmentos, já estão operando ou instalando suas bases no Porto do Açu, como a NOV, Technip, Wartsila, BP, entre outros.

No local também será possível saber mais sobre o desenvolvimento do T-OIL, terminal de petróleo que começa a operar em agosto de 2016 com capacidade de movimentação de 1,2 milhão de barris por dia. O primeiro cliente a assinar contrato para utilizar este terminal foi a BG, que fará transbordo de petróleo por 20 anos, com volume médio de 200 mil barris por dia.

Em operação desde outubro de 2014, o Porto do Açu possui características únicas, como grande profundidade e localização estratégica, a apenas 150 km dos principais poços da Bacia de Campos, além de infraestrutura eficiente, que o posicionam como a principal solução para a instalação de empresas do setor offshore no Brasil. Essa proximidade com a principal região produtora do País, responsável por 80% do petróleo produzido, gera uma significativa economia de tempo e redução no gasto de combustível.​