Imprensa

Receita Federal de Campos realiza treinamento sobre controle aduaneiro no Porto do Açu

Cerca de 100 colaboradores representantes das empresas instaladas no complexo participam do encontro

28 de novembro de 2019

O Porto do Açu recebeu, ontem, auditores fiscais da Receita Federal de Campos, que realizaram um treinamento sobre controle aduaneiro para cerca de 100 colaboradores representantes das empresas instaladas no complexo, em São João da Barra (RJ). O encontro, que aconteceu no auditório do Centro de Visitantes do empreendimento, teve como objetivo promover o aprendizado e a troca de experiências sobre os procedimentos de vistoria de pessoas, veículos e mercadorias dentro das exigências legais, a fim de priorizar e reforçar a segurança dentro do complexo.

A chefe da Seção de Administração Aduaneira da Delegacia da Receita Federal, em Campos, Renata Arruda, palestrou sobre Alfandegamento e Controle Aduaneiro. Já o auditor fiscal Armando Farhat falou sobre Bagagem de Viajantes e Fornecimento e Consumo de Bordo. Para ambos, responsáveis pela fiscalização dos terminais alfandegados do Porto do Açu, este tipo de encontro é fundamental para estreitar e fortalecer o relacionamento do órgão regulador com o complexo.

“A intenção não é só compartilhar a rotina de trabalho da Receita, mas também entender mais de perto as necessidades das empresas com as quais nos relacionamos diariamente. A nossa atividade e a do Porto do Açu devem funcionar sempre integradas, de forma a garantir a segurança de todos os terminais com transparência e eficiência”, afirmou Renata Arruda.

O gerente-geral de Operações da Porto do Açu, Marcelo Patrício, responsável por um dos terminais alfandegados do complexo, também reforçou a importância deste momento de troca entre a Receita Federal e os colaboradores do empreendimento: “É uma oportunidade que temos de qualificar não só os profissionais que atuam diretamente nos terminais do Açu, mas em todos os níveis, para que as normas aduaneiras sejam cumpridas, garantindo a segurança e a viabilidade das nossas operações”, pontuou.

Os colaboradores do complexo aproveitaram o treinamento para tirar dúvidas e dividir experiências. “O treinamento da Receita Federal trouxe esclarecimentos fundamentais para o cumprimento da norma aduaneira e, ao mesmo tempo, aproximou as autoridades dos representantes dos terminais, estreitando o contato profissional”, ressaltou Renato Louzada, supervisor de Segurança Patrimonial da Açu Petróleo, empresa responsável pelas operações de transbordo de petróleo do empreendimento.

O Porto do Açu conta com recintos alfandegados, que totalizam uma área de aproximadamente 3,5 Km², e que atuam dentro dos padrões recomendados pelo Código Internacional para a Proteção de Navios e Instalações Portuárias (ISPS Code), estrutura de segurança adotada mundialmente para prevenir atos ilícitos e contra navios e instalações portuárias.