Imprensa

Terminal Multicargas do Açu recebe primeiro navio da rota Antuérpia – Açu

Embarcação estava carregada com turbina a gás da termelétrica em construção no Complexo; terminal se consolida como melhor opção para carga geral

3 de maio de 2019

São João da Barra, 03 de maio de 2019 – O Terminal Multicargas (T-MULT) do Complexo do Porto do Açu, localizado no Norte Fluminense, recebeu nesta semana a embarcação BBC Amethyst, que trouxe a primeira turbina a gás da UTE GNA I, principal equipamento que irá compor a ilha de energia da termelétrica em construção no complexo pela Gás Natural Açu (GNA).

A embarcação foi a primeira da rota Porto da Antuérpia – Porto do Açu. Além da turbina, o navio estava carregado também com outros equipamentos e peças para a termelétrica. Toda a operação de descarregamento foi realizada por colaboradores do T-MULT, que são treinados para atuar com diferentes cargas, como granéis sólidos, cargas de projetos e carga geral.

 

“Esta operação foi um importante marco, não somente pela relevante carga que movimentou, mas também por ser a primeira embarcação a fazer a rota entre a Antuérpia e o Açu, portos parceiros desde 2017. O Porto do Açu está localizado estrategicamente no Sudeste do Brasil, próximo aos principais campos de petróleo, e reúne componentes que são vantajosos em termos de movimentação de cargas, logística e indústria, e isso certamente é importante para o desenvolvimento de ambos os portos. Temos certeza que muitas operações ainda serão realizadas a patir desta rota”, afirmou Tadeu Fraga, CEO da Porto do Açu Operações.

Para Tessa Major, diretora comercial da Porto do Açu Operações, “ambos os portos têm profundo conhecimento em movimentação de cargas de projeto e visam o crescimento sustentável. Além disso, os diferenciais competitivos do Açu, que foi desenvolvido no conceito porto-indústria, foram decisivos para o sucesso desta operação”, afirmou.

A turbina, fabricada pela Siemens, foi transportada, na primeira parte do trajeto, por uma barcaça vinda de Mülheim, Alemanha, para o terminal Katoen-Natie, em Antuérpia, onde foi posteriormente carregada no porão da embarcação da BBC. Com capacidade de 1,3 GW, a planta termelétrica começa a operar em 2021 e poderá abastecer aproximadamente 6 milhões de residências.

Conheça o T-MULT
O recebimento das cargas para a construção da termelétrica diretamente no Açu é resultado dos diferenciais do Complexo, que foi desenvolvido no conceito porto-indústria. Além disso, o Açu conta com vias preparadas para o transporte de cargas com grandes dimensões, e um Terminal Multicargas apto a movimentar diversos tipos de carga de projeto, incluindo heavy-lift. Com isso, toda a operação pode ser realizada no mesmo local, trazendo sinergia e reduzindo o custo logístico das empresas.

A infraestrutura do T-MULT também é um diferencial: 14,5m de profundidade e homologação para receber embarcações com calado de até 13,1 metros – o que permite a atracação de navios Panamax, e cais de 500m, sendo 340 metros operacionais. Além disso, o terminal conta com 182 mil m² de retroárea, grande pátio de estocagem com até 1 milhão de m² para apoiar serviços de transbordo e capacidade de suporte de solo de até 10 toneladas/m².

Em operação desde 2016, o T-MULT não possui filas de espera para atracação e opera 24 horas, 7 dias por semana. Além disso, já realiza importação/exportação de diversos tipos de carga de projeto, como pás eólicas, caminhões fora de estrada, cargas de O&G (risers, bobinas, árvores de natal para operações subsea, condensadores e turbinas). A previsão para 2019 é que sejam recebidos mais de 20 navios, com cerca de 20 mil toneladas de carga de projetos.

Desde o início das operações do Terminal Multicargas em 2016, o terminal apresentou crescimento de 96% no volume movimentado, totalizando 1,4 milhão de toneladas. O portfólio de produtos e clientes também cresceu significativamente. Em 2018, por exemplo, foram operados 7 tipos de produtos diferentes para um total de 15 clientes, o dobro do atendido em 2017. Além disso, o T-MULT também atingiu recorde de eficiência de descarregamento de cerca de 22 mil toneladas/dia.

Os diferenciais do Terminal Multicargas, assim como sua vocação e capacidade para movimentação de breakbulk, serão apresentados em duas feiras na Europa, que acontecem nste mês. De 07 a 09 de maio o Açu será representado na Antwerp XL, primeira edição da feira internacional de comércio, com foco na logística de breakbulk, roro e heavy lift, que acontece na Antuérpia. De 21 a 23 de maio, o Porto será representado na Breakbulk Europe, em Bremen, Alemanha. A feira tem foco em breakbulk e carga de projeto.