Imprensa

Vila da Terra na 1ª Mostra Gife de Inovação Social, em São Paulo

Idealizado pelo Porto do Açu, projeto de agricultura familiar é destaque na mostra e cumpre diretrizes de três ODS

16 de setembro de 2019

O Projeto Vila da Terra, idealizado e desenvolvido pelo Porto do Açu, em parceria com a Prefeitura de São João da Barra (RJ) e a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Rio de Janeiro (CODIN), foi um dos selecionados da 1ª Mostra Gife de Inovação Social, que está acontecendo desde o início da última semana, em São Paulo. A mostra, que vai até amanhã, reúne projetos de cunho socioambiental de todo o país, nos mais variados segmentos, e que se destacam por sua originalidade e resultados positivos alcançados.

A Vila da Terra é um projeto de reassentamento rural, no qual residem 53 famílias que foram reassentadas para a criação do Distrito Industrial de São João da Barra (RJ). O espaço foi desenvolvido de acordo com os padrões do Banco Mundial, referência internacional em reassentamento. Durante os seis primeiros anos, os moradores receberam apoio técnico e aprenderam formas adequadas de cultivo e manejo das árvores frutíferas e nativas que foram plantadas no local, e também receberam instruções de como aperfeiçoar as suas lavouras, com técnicas simples, baratas e desenvolvidas especialmente para o tipo de solo e de água da região. Atualmente, eles fazem parte da APROVILA (Associação de Moradores e Produtores da Vila da Terra) e recebem constante apoio da Porto do Açu para que se fortaleçam como associação rural.

O projeto foi reconhecido como case de sucesso no país e está enquadrado em 3 ODS (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável), iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU): ODS 2 – Fome zero e agricultura sustentável; ODS 16 – Parcerias e meios de implementação e ODS 17 – Paz, justiça e instituições eficazes. Em vigor desde 2015, os ODS definiram os 17 temas humanitários que devem servir como prioridade nas políticas públicas internacionais até 2030.

Como fruto do Vila da Terra, nasceu o projeto Feira no Porto, que acontece toda semana nas instalações do Porto do Açu e reúne produtores rurais do reassentamento. O programa, que já está no seu segundo ano de existência, já realizou 190 feiras, o que corresponde aproximadamente 12 mil quilos de alimentos comercializados e geração de renda de aproximadamente 125 mil reais.

“A ideia do programa é que os pequenos agricultores da região possam incrementar o orçamento familiar e, ao mesmo tempo, os colaboradores consigam adquirir produtos de melhor preço e qualidade, criando um ciclo do bem”, afirmou Lucíola Marçal, Coordenadora de Responsabilidade Social do Porto do Açu. “Estamos muito felizes e realizados em ter o Vila da Terra reconhecido nacionalmente como um projeto que deu certo, que promove a cidadania e que leva esperança e prosperidade para as famílias estabelecidas ali, no norte fluminense. A sinergia e enquadramento nas ODS estabelecidas pela ONU é a prova de que estamos no rumo certo”, concluiu.